Gustavo Silveira Ribeiro http://lattes.cnpq.br/2390817113525498

Última atualização do Lattes: 30.12.2020

Nomes de citação: RIBEIRO, G. S. / RIBEIRO, Gustavo Silveira / RIBEIRO, Gustavo / SILVEIRA, GUSTAVO
Poesia brasileira contemporânea Violência Graciliano Ramos política Catástrofe Walter Benjamin Memória Jacques Derrida Ética Guilherme Gontijo Flores Luto Artes Plásticas Leila Danziger arquivo fotografia Cinema José Leonilson Carlos Drummond de Andrade Nuno Ramos Erotismo Ricardo Domeneck Roberto Bolaño Carlito Azevedo W. G. Sebald História tradução Exílio poesia brasileira Autobiografia Age de Carvalho Infância, memorialismo literário, ética jornadas de junho Herberto Helder responsabilidade poesia contemporânea Laura Erber alteridade Haroldo de Campos Junco Literatura Comparada América Latina Literatura Brasileira Ruína Pier Paolo Pasolini Animalidade João Guimarães Rosa modernidade Psicanálise Alberto Pucheu mito Cao Guimarães canção Literatura expandida Literatura portuguesa contemporânea Estado de Exceção ensaio Frans Krajcberg Crise Corpo Giorgio Agamben Poesia fora de si Filosofia Trauma Música Pensamento autoritário Melancolia Vanguarda documentário Liev Tolstói Luiz Costa Lima Ana Martins Marques Poesia portuguesa comunidade Trágico Políticas do desejo Poesia moderna Ricardo Aleixo Leitura Natureza Taxonomia, crítica da linguagem, romance francês Angélica Freitas Farnese de Andrade hospitalidade ficção autobiográfica Minha fantasma Rap Fabiano Calixto André Vallias Lúcio Cardoso Metamorfose Vinagre: uma antologia de poetas neobarracos Golpe civil-militar de 1964 Feminicídio Adília Lopes Roland Barthes Filosofia da Linguagem Bernardo Kucinski Romance de 30 Marcos Siscar Josely Vianna Baptista vida nua partilha do sensível herança Feminino infância Racionais MC's Lobo Antunes Perdão Vermelho amargo Visualidade homoerotismo Cristianismo Romance de formação Memórias do cárcere diferença Ditadura civil-militar I AM Guilherme Zarvos Bob Dylan Michel Foucault Frederic Nietzsche violência policial morte Compaixão J. M. Coetzee cultura digital john cage Realismo Maravilhoso Narrativa contemporânea contemporaneidade Cultura Brasileira Desaparecimento Roberto Piva Georges Perec Euclides da Cunha testemunho Edimilson de Almeida Pereira Tortura acolhimento subalternidade Clarice Lispector Bartolomeu Campos de Queirós Claude Lanzmann Manoel de Barros autonomia Reuben da Rocha Adelaide Ivánova Intertextualidade Escravidão Dirceu Villa Hélio Oiticica Paul Celan Urbanismo Eduardo Sterzi Shoah Mônica de Aquino Crítica Literária Mímesis Leonard Cohen Mixagem Jorge de Lima Arthur Bispo do Rosário Família patriarcal Literatura argentina Ficção Científica Epifania Iluminação profana Oswald de Andrade Metá Metá Microfísica do Poder Nick Cave rememoração discurso científico Intempestividade Gênero Manifestações de Junho Caetano Veloso Julio Cortázar Loucura Matheus Guménin Barreto Jussara Salazar Policia fetichismo Ulisses Os corpos e os dias Angústia Truman Capote Apollinaire Giorgio Aganbem Estado Novo Grotesco Atlas Logocentrismo Sigmund Freud Escrita Criativa Destruição Jia Zhang-ke Foco narrativo orfandade identidade Gravidez Impoder escritura Paul Ricouer arquitetura Carlos Nader Emmanuel Lévinas Indizível Francesca Cricelli Ovídio SOBREVIVÊNCIA A ficção e o poema romance argentino Campo literário Educação ditadura militar As Metamorfoses Tarso de Melo Pedro Nava Os últimos dias de Paupéria Differance Operação Condor Diego Vinhas Francisco Alvim Tom Waits Claudio Willer Nove Noites ativismo Cornélio Penna Onde andará Dulce Veiga? teoria crítica Escrita insignificante Ecocrítica Poesia alemã etnografia Gênio Sérgio SantAnna hermenêutica Estranhamento espaço literário e.e. cummings metaficção Natureza-Morta Liberdade Disseminação Teatro da Vertigem Andrea Tonacci Mise en abyme Antonin Artaud Insurreição Ensino universitário Georges Bataille Pádua Fernandes pensamento social brasileiro Paul Zumthor Rodrigo Lobo Barbárie Ínfimo Pixo repetição Borges João Gilberto Noll Filosofia moral Moby Dick Dostoievski literatura brasileira contemporânea cinema direto João Cabral de Melo Neto E. E. Cummings Hans Ulrich Gumbrecht Os sertões concretismo Maneirismo Produção de Presença Saraus Augusto dos Anjos deriva horror Sagrado Grande Sertão: Veredas Cyberespaço Novíssimos Antígona autoria Literatura chilena Vinagre Angelus Novus Gênio não-original Arte brasileira Rastros Personagens Cinema americano contemporâneo Cyro dos Anjos Sublime paródia Tróiades Trovoa Distopia Fernando Pessoa tempo Waly Salomão Poesia expandida poética clássica Gayatri Spivak Poesia e guerra Homi K. Bhabha William Faulkner Estruturalismo Soberba willian Zeytounlian Charles Baudelaire Vidas Secas negociação Adorno Abel Barros Baptista lirismo Bernardo Carvalho espetáculo A retornada Antimonumentos Livro-Objeto Desconstrução Surrealismo revolta Jorge Amado Niilismo Anacronismo artifício letramento literário Negatividade Teoria da Literatura democracia Fausto Cunha colagem Origem Herman Melville Crônica da casa assassinada Democracia por vir Antologia Antropoceno expansão Suplemento Guimarães Rosa monodrama Manuel Scorza Rimbaud Guilherme de Almeida Julia Panadés Lu Menezes performance Franz Kafka ficção Ferreira Gullar Pensamento animal Robert Walser Eloésio Paulo diáspora armênia Latência Humor DOR Literatura peruana Belo Horizonte Adaptação fílmica Fantasmagoria
CTIT UFMG